Babados para uns e reflexão para nós!

Ei maravilhosas tudo bem? Hoje eu vou tratar de um assunto com vocês que pode causar um pouco de burburinho, mas tem a ver com coisas que andam acontecendo no mundo. Acredito que muitas devem se sentir como essas pessoas. Recentemente a nossa linda e talentosa atriz Jennifer Aniston postou uma carta falando o quanto não estava satisfeita com a afirmação de uma revista quanto a sua suposta gravidez.

porém o foco desse post ficou mais evidente quando nossa linda e maravilhosa atriz Luana Piovani comentou o desabafo da atriz americana numa transmissão ao vivo e rápida no Facebook  onde ela falou que tinha dado uma entrevista a uma revista e que breve sairia sobre o assunto. Que assunto é esse? Justamente os padrões que a sociedade exige das pessoas.

E o ponto da questão é esse. Porque a indústria cria “padrões” considerados certos, para que todos sigam? Vocês minhas lindas, já pararam para pensar no tanto de coisas que já fizeram achando que iriam se sentir bem, porque também te disseram de certa forma que era um padrão correto? Com relação ao que chamam de moda, é o que eu sempre falo, precisamos “usar” a moda, do que a moda nos “usar”, sempre de forma saudável. O importante de tudo é a nossa saúde, não adianta você querer seguir um padrão e depois adoecer seja por não alcançá-lo, seja por você descobrir que aquilo não lhe acrescentou nada, seja também pela própria fisiologia humana.

Nós temos que entender que o mais importante é estarmos de bem com a vida. Hoje o número de pessoas que adoecem por não estarem nos considerados “padrões” é algo impressionante. Precisamos mudar essa realidade. Temos que deixar de lado nossos preconceitos e começarmos a viver a vida como ela é. Outro caso que também vou citar aqui como um que me chamou atenção, foi o da linda, Jake Falchi que sofreu preconceito.

Foto: Instagram Jake Fachi
Foto: Instagram Jake Falchi
Foto: Instagram Jake Falchi
Foto: Instagram Jake Falchi

As vezes a pessoa que está praticando aquele ato de preconceito não sabe o quão doloroso é para a pessoa que está sofrendo aquilo. Por mais que as vezes não demonstremos nossa insatisfação, isso nos corrói por dentro. Quando o blog lançou no post anterior a campanha com a hashtag #VFDMblog no instagram, foi também com o intuito de mostrar a cada uma de vocês, que não precisam entrar em padrões para ser felizes. Basta ser você mesma!! Claro gente que precisamos acabar com o preconceito também, mas isso só irá acontecer a partir do momento em que nos aceitarmos porque, dessa forma você acaba criando o respeito a si próprio e consequentemente ao próximo.

Por exemplo: Quer usar uma maquiagem, sabe que aquilo te faz bem de alguma forma e que não vai te prejudicar numa foto sua (nessa hora gente estou falando de você com o seu interior), então use. Quer usar uma roupa, sabe que aquilo vai te fazer bem, e não vai te prejudicar (levo novamente a relação você com seu interior também com a questão de saúde), então use.

Sobre o autor
Sammy Moreira Sammy,23 anos. Capixaba apaixonado pela cultura, arte e também a beleza.

ARTIGOS RELACIONADOS:

Deixe uma resposta

Top
%d blogueiros gostam disto: